#2 Popcorn Time: A Bela e a Fera, por Bruno Henrique

(imagem madlyluv.com)



Voltei pessoinhas, mas com a primeira publicação do Bruno Henrique, que em breve será apresentado. Aproveitem!




Antes de você pensar “Não é aquela adaptação da Disney?” “Quem nunca viu esse Filme?” Bem, vou só falando que não é a Adaptação Fod* da Disney em 1991 usando a Arte Gráfica de Animação mais Incrível que meus olhinhos castanhos já Viram até agora, estou falando do Filme de Fantasia que estreou em 2014 que é acompanhado de uma Trilha Sonora de Satânica que não lhe deixa dormir a Noite porque aquele som Infernal do Capeta é Horrível, mas, uns dos Melhores Filmes que eu já vi no Final de 2014 Via. Internet – ultrapassado por “Maze Runner: Correr ou Morrer” e “Guardiões das Galáxias” – vamos começar com essa Resenha, para vocês saberem, eu vou colocar Gifs do CONTO para ficar legal, porque todo mundo gosta de um Belo Gif que tem a Haver com a Postagem, vamos começar.

Opinião sobre o Filme
                   Sempre vejo a Sinopse Completa do Filme escolhido para ver se minhas expectativas estão corretas que o Filme é Bom ou Não, eu achei a Sinopse praticamente um enredo da História Clássica, sabe, aquele conto de Terror aonde a Fera é uma Serpente Branca? Isso mesmo, compartilharei a sinopse com vocês:
  “Em 1810, um naufrágio leva à falência um comerciante (André Dussollier), pai de seis filhos. A família se muda para o campo e a filha mais jovem, Bela (Léa Seydoux), parece ser a única gostar da vida rural. Quando o pai de Bela pega uma rosa do jardim de um palácio encantado, ele é condenado à morte pelo dono do castelo, um monstro (Vincent Cassel). Para salvar a vida do pai, Bela vai jantar com o monstro diariamente. Lá, encontra uma vida cheia de luxo, magia e tristeza e aos poucos descobre o passado da Fera. O monstro se sente cada vez mais atraído pela jovem moça.”
                   Sim, eu coloquei essa letra deitada porque simplesmente achei bonitinho e parecido com a letra de Escritores Portugueses em um Navio da França - Sim, eu tenho Bastante Criatividade -, mas enfim, na história Original, após a Morte da Mãe de Bella, seu pai – que na real era comerciante – faz uma treta maligna e deixa a família na Miséria, e eles vão morar ao campo, depois ele faz uma viagem novamente, faz o pedido de sua filha: Colha uma Rosa, então eu achei que vai mudar nada, mas me superei ao ver o filme, com os Efeitos Especiais, a escolha no Elenco, sério, eu acho que para superar a escolha de Belle só Emma Watson (  agora abraçamos os travesseiros gritando “EMMAAAAAAAAAAAAAA” ), porque a menina LEMBRA a Bella, tirando o cabelo e sua cor...
                   Então, se você gosta do Conto, e espera algo que mude a história, mas não tanto quanto Malévola, eu super Recomendo para você, também para você que – como eu – é viciado em “Once Upon A Time” (Ataque Oncer: AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH REGINA MILLLS <333 ) e em outras obras que mistura contos como “Grimm”, ou para você, Garota que está lendo isso que em vez de Comprar um Livro, compra Bonequinhas Filhas de Monstros e Filhas dos Personagens dos Contos de Fadas, por Favor, vale muito assistir esse filme. A Única coisa que me decepcionei [ SPOLIER ] foi o Final, que o que cura a Fera não é um Beijo, e sim uma lágrima e uma Bella Se Declarando a Fera.

Nota do Filme: **** (4 Estrelas. Por alguns efeitos que não ficaram bem e o final D-E-C-E-P-C-I-O-N-A-N-T-E)

0 comentários