#3 Popcorn Time: O Retrato de Dorian Gray




Olá! Ontem assisti o filme adaptado de uma das maiores obras da literatura mundial, O Retrato de Dorian Gray. Vou trazer a sinopse do livro e em seguida minha opinião sobre o filme para compararmos:

Neste livro, o belo jovem Dorian Gray, o protagonista, torna-se modelo para uma pintura do artista Basil Hallward. O pintor apresenta Dorian ao Lorde Henry Wotton, que o faz tomar consciência de sua beleza e do valor de sua juventude e o inicia num mundo de vícios e desregramento. Apaixonado pela própria imagem e influenciado pelas palavras de Lorde Henry, Dorian deseja permanecer eternamente belo como no retrato. Misteriosamente, seu desejo é atendido.


  • Origem:  NACIONAL
  • Editora:  L&PM EDITORES
  • Coleção:  L&PM POCKET, V.239
  • Idioma:  PORTUGUÊS
  • Edição:  1
  • Ano:  2001
  • País de Produção: BRASIL
  • Código de Barras:  9788525411259
  • ISBN:  8525411256
  • Encadernação:  BROCHURA
  • Complemento:  NENHUM
  • Nº de Páginas:  272

(Fonte: Livraria Cultura)



       Eu li este livro pela primeira vez em 2009, e nunca o esqueci, já que a terrível e arrebatadora história de Dorian revela o pior que uma alma humana pode ser. O filme retrata de forma bruta toda a devassidão e maldades que Dorian cometeu desde quando se seduziu com sua própria beleza, aceitando que somente a aparência e juventude eram as únicas valias do mundo. 
      Conforme o filme anda vemos claramente quando de um ingênuo jovem, ainda sem muita malícia e com um mundo de expectativas nas mãos se corrompe num homem sem limites para satisfazer seus prazeres.

   



 Achei a escolha para o personagem principal excelente , Ben Barnes interpretou belamente, e ficou como imaginei que seria Dorian Gray. Eu fiquei encantada como conseguiram adaptar bem a importância do quadro e como a obsessão gira em torno dele e o efeito que o Dorian do retrato tem de representar a alma corrompida do mesmo.
Super recomendo e acho que ele merece cinco estrelas pela excelente adaptação. Fique com algumas imagens das minhas cenas prediletas. Abraços!







]


 







0 comentários