#3 Coluna da Marielle: Fabrício (Capítulo 3)












         Algumas semanas depois, Jane achou que sua amiga estava muito estranha. Avoada demais para o normal. Na sexta, quando voltavam para casa, Clarisse confidenciou a amiga:
- Você não acredita em que turma a minha classe de canto foi cantar!
- Em quem?
- Na turma do Fabrício! É claro que eu fiquei nervosa mas  super arrasei e ele veio falar comigo.- ela suspirava.
- Ah, que bom então.- Jane disse sem qualquer expressão na voz, já sabia que suas palavras não mudariam a opinião de Clarisse.
- E eu fui convidada para a festa do clube de vôlei, e ele vai estar lá. Até disse que poderia levar uma amiga. Você quer ir comigo?
- Não sei, será que é uma boa?
- Claro, você é minha amiga e ter alguém que eu conheço lá seria bom.
Jane sentia que Clarisse tinha medo de estar com a elitizada equipe de vôlei mas que ela queria impressionar Fabrício, e mesmo sabendo que talvez não fosse bom, Jane não abandonaria Clarisse de maneira alguma.
- Tudo bem, eu vou, quando vai ser?
- Amanhã, ás 20:00 no Ginásio.
- Okay, amanhã passo na sua casa.



         Jane não era a garota mais vaidosa do mundo, mas caprichou no visual, um vestido preto e uma maquiagem básica. Quando se olhou no espelho, se sentiu bonita, mais até do que as garotas com quem o amado Fabrício de Clarisse andava. De repente um plano nasceu em sua mente: E se ela conseguisse conquistar Fabrício? Mas não por desejá-lo, mas para quebrar o coração dele, antes que ele quebrasse o da sua amiga.

   Quando passou na casa de Clarisse, que usava um delicado vestido rosa e mal se continha de animação. Assim que chegaram, Clarisse foi falar com Fabrício, com Jane a tiracolo. Era evidente que ele olhava para Clarisse com o propósito de fica com ela, o que não demorou a acontecer, pois momentos depois  ambos foram para uma área afastada. Jane observava tudo de longe, mas quando ela achava que a amiga voltaria saltitante de alegria, ela viu uma Clarisse furiosa vindo em sua direção.
- Adivinha o porque ele quis que eu viesse a festa? Porque ele quer você, e sabia que só viria se me chamasse. Como eu sou idiota!- Clarisse segurava as lágrimas.
- Deixa ele para lá, vamos embora.
Clarisse concordou, mas quando elas iam sair, Fabrício apareceu.
- Hei Clarisse, me desculpe.
- Cala a boca!- ela gritou saindo rapidamente com seus saltos batendo alto. Jane já ia atrás dela quando Fabrício segurou seu braço com cuidado.
- Já vai embora? Me desculpe pelo que houve com sua amiga.
- Eu não tenho nada a fazer aqui. Com licença.
- Mas eu tenho.- ele respondeu antes de beijá-la.
Jane já tinha ouvido sobre o beijo dele, mas não sabia que seria bom como diziam. Mas lembrando-se do plano de partir o coração dele, se afastou rapidamente, empurrando-o com certa força.
-Fica longe Fabrício, não sou garota para você.
E tirou os saltos, para correr atrás de Clarisse, que chorava mais a frente.

0 comentários