#Coluna da Thay: Eclesiastes 2:12-16.




Salomão teve crise de existência. Quem lê esse livro acha até que ele tava meio deprê. Mas, as perguntas que ele faz, são perguntas que nos sufocam sempre: qual o sentido de se esforçar  tanto se as coisas não mudam? Será que um dia aparecerá algo capaz de me entusiasmar? Qual o sentido da vida, afinal?
Olha o texto:


Então, passei a pensar sobre a sabedoria, a loucura e a insensatez. O que o sucessor do presidente faz, além de repetir o que o outro já fez e colocar outro nome? Percebi que a sabedoria é melhor que a insensatez, assim como a luz é melhor que as trevas. O homem sábio pensa antes de tomar decisões importantes, enquanto o tolo age por impulso. E no fim, os dois tem o mesmo destino.
Aí eu fiquei pensando: o que a acontece a quem não se esforça, também me acontecerá, então qual a vantagem de ser sábio? Isso não faz o menor sentido! Nenhum dos dois serão lembrados pra sempre, nem o sábio, nem o tolo. No futuro, eles serão esquecidos. Como é que uma pessoa que passou a vida dando um duro retado pode morrer como um ocioso morre?
Então desprezei a vida e os trabalhos duros. Do que adianta trabalhar tanto, ficar rico, morrer e deixar tudo o que ganhei de herança pra quem nem se esforçou? Isso é correr atrás do vento. Porém, aprendi que Deus dá sabedoria ao homem que o agrada. Sabedoria, conhecimento e felicidade. Quando ao tolo, Deus se encarrega de fazê-lo juntar e armazenar riquezas, para entregá-las depois a quem realmente merece.
Parando pra pensar, isso também é correr atrás do vento.
Agora que lemos tudo isso, fica a conclusão: obedeça a Deus, porque isso é essencial para o homem e, obedecendo a Deus, ele esquecerá de todas as burradas que você fez no passado e, no dia do julgamento, suas conversas no whats app não serão reveladas. 😏😏

0 comentários