#Popcorn time: Nerve, Um jogo sem limites




        No filme Nerve conhecemos Vee, uma jovem tímida no final do ensino médio, que precisa lidar com a morte de seu irmão mais velho, a escolha da faculdade e sua paixão platônica por JP, um jogador do time de futebol da escola. 
   Através de sua melhor amiga Sydney conhece o jogo on line Nerve, mas diferente do
tradicional Verdade ou desafo, o participante escolhe se será um jogador e realizar ou não ou desafios propostos para ganhar dinheiro ou um observador, que paga para ver os desafiantes e propor desafios. No início Vee reluta em entrar no jogo para ser mais uma observadora para a amiga e ajudá-la a chegar na grande final. E logo no 1º desafio de Sidney, ela levanta a saia em público.
 Mas após um "mico" que Sydney faz Vee passar, a jovem decide entrar de cabeça no jogo e seu primeiro desafio é beijar um estranho. O que no início parece simples, acaba se tornando uma trama muito elaborada e perigosa, já que a cada desafio muitos participantes se tornam ambiciosos e loucos pelo dinheiro que podem ganhar e os observadores lançam desafios absurdos dos
quais alguém pode pagar com a própria vida.
   Achei Nerve um filme muito interessante, nele podemos analisar como o poder de entretenimento, de desejar ter mais

seguidores, e observar as pessoas pode ficar acima do senso humano do que é certo ou errado, além de que a internet está pouco a pouco tirando as pessoas da conexão "humano à humano" para "celular à celular". Devemos tomar cuidado para não acabarmos sendo como no filme: dominados por aquilo que deveríamos governar e usar com sabedoria.
O filme merece 4 estrelas.


Trailer:

http://www.adorocinema.com/filmes/filme-235120/trailer-19550822/

0 comentários